• RUA GENERAL JUSTINIANO PADREL, 25, 1170-152 LISBOA (LISBOA, Portugal)
    T: 215 944 492

  • RUA GENERAL JUSTINIANO PADREL, 25, 1170-152 LISBOA (LISBOA)
    T: 215 944 492

CONSELHOS

VELAS
  • O que é o grau térmico de uma vela?

    O grau térmico da vela indica a capacidade que esta tem para libertar o calor que se acumula nela durante o funcionamento do motor. Uma vela será “fria” se for capaz de libertar grande quantidade de calor; pelo contrário, será quente se a sua capacidade de libertação for pequena. O motor que gera elevadas temperaturas na sua câmara de combustão exigirá uma vela fria e vice-versa.

  • Por que é importante o grau térmico da vela?

    Uma vela deve trabalhar entre dois intervalos de temperatura. Se a sua temperatura de funcionamento for inferior aos 400 °C a vela suja-se e acaba por provocar falhas de ignição. Se, pelo contrário, a sua temperatura for superior aos 850 °C, o foco de calor que se gera na sua ponta faz com que o combustível se incendeie de forma espontânea reduzindo, drasticamente, o rendimento do motor.

    Para encontrar a vela apropriada para cada motor, deve ser respeitado o grau térmico definido pelo fabricante.

  • A potência do motor aumenta se forem montadas velas de vários eléctrodos?

    Não. O número de eléctrodos não afecta o rendimento do motor, mas apenas a durabilidade da vela.

  • Qual é o intervalo de substituição das velas?

    Devido à variedade de motores, condições de funcionamento, tipo de velas, estado do motor, etc., é imprudente dar um intervalo de substituição definido. A melhor forma de acertar a sua manutenção é seguir as orientações dadas pelo fabricante. Os intervalos variam entre os 20 000 km, que os fabricantes podem propor para velas convencionais em determinados motores, e os 100 000 km em velas de platina.