• RUA GENERAL JUSTINIANO PADREL, 25, 1170-152 LISBOA (LISBOA, Portugal)
    T: 215 944 492

  • RUA GENERAL JUSTINIANO PADREL, 25, 1170-152 LISBOA (LISBOA)
    T: 215 944 492

CONSELHOS

LUBRIFICANTE MOTOR
  • Podem misturar-se óleos diferentes?

    Todos os óleos são miscíveis entre si, quer sejam para gasolina ou para diesel, quer sejam minerais ou sintéticos, mas, desta forma, a qualidade do óleo superior e o produto final não costumam ter a soma das características de ambos; portanto, é desaconselhável misturá-los, a menos que sejam muito semelhantes.

  • Qual é a diferença entre um óleo mineral e um sintético?

    Um óleo mineral é formado, directamente, a partir da destilação do petróleo aditivando-o para que as suas prestações sejam melhoradas.

    Num óleo sintético, as bases são tratadas físico-quimicamente “em laboratório” obtendo-se uma base de maior qualidade e prestações.

    O óleo semi-sintético conjuga ambas as técnicas.

  • Numa mudança de óleo a viscosidade pode ser alterada?

    Sim, pois as combinações ambientais em que o veículo vai rodar podem exigir uma alteração na viscosidade do lubrificante.

  • É normal que o motor consuma óleo?

    Sim, porque o óleo deve chegar até pontos críticos do motor, tais como as zonas do cilindro próximas à câmara de combustão, para permitir a lubrificação entre pistão, segmentos e camisa e, consequentemente, o mesmo acaba por se queimar.

    À medida que o motor envelhece, as folgas tornam-se maiores e os consumos de lubricante aumentam.

  • De quantos em quantos quilómetros deve ser verificado o nível do óleo?

    O nível de óleo deve ser verificado regularmente, pelo menos uma vez a cada 1 000 km.

  • Os óleos sintéticos são melhores do que os minerais?

    Sim. Os lubrificantes sintéticos foram desenvolvidos para dar resposta às exigências mais rigorosas dos motores; para serem usados com temperaturas extremas e em condições muito exigentes.

  • Podem misturar-se óleos com viscosidades diferentes?

    Sim, embora não seja recomendável. Deve ter-se em conta que a viscosidade resultante não será a ideal.

  • Uma reposição do óleo pode evitar uma mudança de óleo?

    Não. As reposições periódicas não conseguem fazer com que o óleo usado fique regenerado.

    A substituição de óleo carrega consigo as impurezas que este tem em suspensão.

  • Qual é o período recomendável para a mudança de óleo?

    O intervalo correcto para a substituição do óleo é o que é definido pelo fabricante.

    Em condições de uso severas, tais como condução urbana com frequentes arranques e paragens, é importante reduzir o intervalo entre mudanças de óleo

    Sejam quais forem as condições de uso é importante mudar o óleo, pelo menos, uma vez por ano.

  • Tenho de mudar o filtro de óleo quando mudar o óleo?

    O filtro deve ser sempre mudado com a periodicidade que o fabricante indicar.

    Em geral, se os intervalos de mudança de óleo forem longos ou o motor tiver trabalhado em condições de uso severas, o filtro deve ser substituído com cada mudança de óleo; caso contrário, pode ser substituído a cada duas mudanças de óleo.